Da Redação

Após uma eleição conturbada e marcada por vários protestos, deputado estadual Fábio Camargo (PTB) foi eleito o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) na tarde desta segunda-feira (15). Dos 52 deputados que participaram da eleição na Assembleia Legislativa (Alep), 27 votaram no petebista. O outro político que estava na disputa, Plauto Miró (DEM), recebeu 22 votos.

Camargo substituirá o aposentado Hermas Brandão, com salário mensal de R$ 25.323,50 e cargo vitalício. Além dos deputados, outros 38 profissionais, entre advogados, técnicos do TCE-PR e professores concorriam ao cargo.

Polêmica

A oposição contestou o resultado, uma vez que entre 54 deputados, seriam necessários 50% mais um voto para garantir a eleição, sendo assim 28 votos. Camargo e Miró se abstiveram, deixando assim os 52 deputados votantes.

De acordo com o líder da oposição, deputado Tadeu Veneri (PT), Camargo foi eleito com menos do mínimo necessário, abrindo assim brechas para questionamentos. “A lei diz que é necessário mais de 50% dos votos, então a eleição pode ser questionada mais para frente”, disse.