Da Redação

paulo-roberto-costa

(Foto: Divulgação)

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa entregou 12 senadores, 49 deputados federais e um governador em uma delação premiada, segundo informações apuradas pelo jornal Folha de S. Paulo. A declaração, feita para o Ministério Público Federal (MPF) foi divulgada no final da tarde desta sexta-feira (5).

Costa chegou a dizer que “não teria eleições este ano se ele revelasse tudo o que sabe”. Todos os nomes citados são suspeitos de receber dinheiro de contratos fechados por ele na Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

A lista com os nomes dos envolvidos não foi divulgada.