Por Marina Sequinel e Danaê Bubalo

(Fotos: Danaê Bubalo – Banda B)

Centenas de pessoas se reuniram na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba, em uma manifestação contra a presidente Dilma Rousseff (PT) na tarde deste sábado (1º). Segundo os organizadores do evento, o principal objetivo do ato é pedir a recontagem dos votos das eleições realizadas no último dia 26 de outubro, em que a candidata petista foi reeleita.

“Nós recebemos um alto número de denúncias de fraudes nas urnas eletrônicas de todas as regiões do Brasil no segundo turno. Esse movimento é apartidário e não discrimina regiões do país. A gente quer reforçar o pedido de auditoria para o Tribunal Superior Eleitoral”, disse um dos organizadores do ato, Mateus Souza, em entrevista à Banda B.

Segundo ele, o evento reuniu 800 pessoas. A aposentada Eli Gomes de Souza, de 78 anos, decidiu participar da ação por não estar satisfeita com o governo atual. “Quando eu ia ao mercado anos atrás, fazia a compra do mês com R$ 50. Hoje, com essa quantia, eu saio do estabelecimento sem quase nada”, afirmou. Ela mora na frente da praça e resolveu sair quando notou a movimentação.

“Eu estou aqui para pedir a auditoria das eleições, queremos recontagem de votos. Não é possível que, com todas as denúncias, nada seja feito. O TSE não tem nada a esconder”, declarou Simone Rocha, que também estava no local.

Os manifestantes cantaram o Hino do Brasil e seguraram cartazes com dizeres: “Fora Dilma, Fora PT”, “Que país é esse?”, “90% do PIB não elegeu a Dilma!”, “Impeachment já!”. Em alguns momentos, foram registrados também gritos de xingamentos contra a presidente.

O movimento aconteceu simultaneamente em diferentes cidades do país.