Desembargadores Luiz Taro Oyama e Gilberto Ferreira tomaram posse como presidente e vice-presidente do TRE-PR (Foto: Flávia Barros – Banda B)

 

Com um tempo reduzido de campanha em 2018, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Luiz Taro Oyama, disse nesta quinta-feira (1) que um conselho do órgão estará preparado para avaliar as ‘fake news’. Oyama tomou posse no órgão e anunciou ainda algumas mudanças para o pleito, como a implantação do título de eleitor digital e do voto impresso na urna, para confirmar a transparência do voto.

Em entrevista coletiva, o presidente do TRE informou que com as novas regras da internet, um conselho estará pronto para avaliar qualquer irregularidade. “Com apoio de vários órgãos, vamos nos interar do que pode ser tratado e apurar eventuais irregularidades. Lembrando também que temos o aplicativo Pardal, que permite a qualquer eleitor denunciar o que acredita não estar de acordo com as regras eleitorais”, comentou.

Atualmente, o Paraná já conta com 85% dos eleitores cadastrados biometricamente e há expectativa de que esse número chegue a 90% ainda em 2018.

Novidades

Sobre as novidades das eleições de 2018, duas que chamam a atenção são o título digital e o voto impresso na urna. Para o título digital, um aplicativo será disponibilizado e o eleitor poderá usar um qr code, junto com a biometria, para confirmar a identidade.

Já o voto impresso saíra da urna após os seis votos. “Após a conclusão dos votos, a urna irá mostrar uma relação com todos eles para o eleitor confirmar. Nisso, um recibo irá cair em um receptáculo com os votos. O eleitor não leva o comprovante consigo”, concluiu.

O prazo final para qualquer alteração no título de 2018 deve ser feito até o dia 9 de maio.