O ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, rebateu na tarde desta quinta-feira (11) as acusações do prefeito Gustavo Fruet de que ele teria recebido a prefeitura com uma dívida de R$ 571,1 milhões. Segundo Ducci, as acusações não possuem fundamento e que Fruet recebeu a prefeitura com R$ 416 milhões de reais em caixa.

“Esses números são oficiais e foram apresentados publicamente pela atual secretária de Finanças do município, Eleonora Fruet, na Câmara Municipal, no dia 27 de fevereiro passado. O atual prefeito, no entanto, omite essa informação em todas as entrevistas como estratégia de maquiar os números e confundir a opinião pública”, afirma Ducci em nota enviada à imprensa.

Segundo o ex-prefeito, a atual administração passou os últimos 90 dias apresentando versões diferentes e que só nesta semana, foram dois números contraditórios em relação aos restos a pagar. “Existe realmente uma grande imprecisão ou manipulação nos números que são divulgados pela administração Gustavo Fruet. Diante dessas distorções fabricadas pelo atual prefeito e sua equipe, não me cabe ficar fazendo guerra de versões pela mídia, mas é necessário desmascarar essa estratégia de acusar a nossa administração na tentativa de distrair a atenção da sociedade e, assim, ganhar tempo precioso para compreender o funcionamento do município e suprir a própria inexperiência”, disse.

Segundo Ducci, Curitiba tem hoje mais de 130 obras em execução que serão entregues em breve. Todas estão garantidas com mais de R$ 500 milhões de orçamento para 2013. “Algumas vão sofrer atrasos porque, infelizmente, o atual prefeito faz de conta que vai rever e mudar quase tudo para seguir exatamente o projeto feito na minha administração. E a única coisa que resulta disso é perda de tempo e prejuízo para a cidade. Na nossa gestão planejamos um programa de investimentos de R$ 4,1 bilhões de reais até 2016”, concluiu.