Os deputados tucanos resolveram “abrir o bico” quanto às exigências feitas pelos pemedebistas ao governador Beto Richa. Em entrevista àBanda Bnesta sexta-feira (15), Francisco Bührer, líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa do Paraná, afirmou que caso o governador queira nomear Luiz Eduardo Cheida para a Secretária do Meio Ambiente, precisa antes sentar e conversar com a bancada tucana.

Divulgação

“Conheço muito bem o deputado Cheida. Certamente ele é uma grande pessoa e muito bom como homem público. A questão não é ele, o que não aceitamos é que pessoas precisam deixar os seus cargos para dar a outros, como estão sendo as exigências deles. Pessoas que sempre estiveram com Richa serão prejudicadas”, afirmou.

Para Buher, as exigências dos pemedebistas para assegurarem apoio na assembleia e, porque não, na reeleição de 2014, estão acima do normal. “Quando aconteceu a reeleição do governador Requião, a bancada do PSDB o apoiou sem exigir cargos. Eles são um partido forte, reconhecemos isto, mas não podemos aceitar tantos pedidos. A grande maldição da política hoje são os cargos”, destacou.

Questionado se as criticas sobre a reforma no secretariado e possível entrada do PMDB também são direcionadas ao governador, o tucano preferiu contemporizar. “Ainda não conversamos com ele sobre isso. Nossa bancada tem dado todo o respaldo ao nosso líder, mas esta questão preocupou a todos. Porque se começamos a perder espaço, amanhã ou depois não teremos mais onze deputados, assim como aconteceu na câmara de vereadores nesta última eleição”, concluiu.

A novela PMDB X PSBD, que já dura mais de duas semanas, pode terminar no início da próxima semana, com a decisão de Richa sobre a nomeação de Cheida.