A regra é clara, já diria Arnaldo César Coelho, porém, sempre suscetível a várias interpretações. Na última segunda-feira (18), uma jogada na pequena área da Câmara Municipal de Curitiba, a tribuna do órgão, gera polêmica e deve inclusive ser julgada pela Comissão de Ética da Casa. O vereador Professor Galdino sofreu pênalti ou apenas simulou a falta cometida por Felipe Braga Cortês?

O lance pode ser verificado no vídeo abaixo, postado pelo jornalista Fernando Tupan do Bem Paraná. O que chama a atenção é que muitos já garantem a não existência do pênalti, porque Cortes e Galdino são do mesmo time: o PSDB. Portanto, não existe qualquer falta no lance, embora naquele momento eles estivessem disputando um espaço como presidente do partido na câmara

Apesar disto, Galdino permance com a versão de que foi pênalti e inclusive em uma “cena” de fazer inveja a Neymar colocou a mão no ombro direito depois da suposta “agressão”. Ele ainda pedia a expulsão de Cortês da presidência do partido.

Caso a própria casa não defina pelo pênalti, a decisão pode inclusive ir até a Fifa, a Federação Internacional de Falsas Acrobacias, ou a CBF, a Caiu Bem Feio.

Para você, foi pênalti ou não? Comente na matéria ou no perfil da Banda B no facebook.