Da Alep

Os deputados que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Pedágios na Assembleia Legislativa realizaram a primeira reunião na manhã desta segunda-feira (15). Os membros estabeleceram inicialmente o cronograma dos trabalhos. Ficou estabelecido que as reuniões ordinárias acontecerão sempre às terças-feiras, às 9 horas, na Sala das Comissões da Casa e também no Plenarinho, conforme a necessidade.

Os parlamentares discutiram também a formação de uma equipe técnica, especialmente com a presença de assessoria jurídica e contábil, além da necessidade de participação e acompanhamento por representantes de entidades e organizações sociais. Ainda nesta quarta-feira (17), às 10 horas, antes do recesso parlamentar, os deputados farão nova reunião. “Neste primeiro momento definimos com os parlamentares o cronograma de trabalhos. Em seguida, de forma democrática, teremos algumas questões ainda pendentes sobre indagações dos deputados e que serão definidas na próxima reunião. Pretendemos convocar secretários de Estado, além de representantes de concessionárias”, disse o presidente da CPI, deputado Nelson Luersen (PDT).

O prazo de atuação da CPI é de 120 dias, prorrogáveis por mais 60 dias. Os parlamentares pretendem contar ainda com a participação de órgãos como o Tribunal de Contas do Estado e da União, além do Ministério Público Estadual e Federal. Os deputados Douglas Fabrício (MD), Wilson Quinteiro (PSB), Artagão Júnior e Nereu Moura (PMDB), Adelino Ribeiro (PSL), Bernardo Ribas Carli e Alceu Maron (PSDB), Péricles de Mello (PT), além dos deputados suplentes, Cleiton Kielse (PMDB) e Tercílio Turini (MD), participaram da reunião.