Por Felipe Ribeiro e Ricardo Vieira

Contrários ao impeachment de Dilma Rousseff, cerca de 300 manifestantes se reuniram no Centro de Curitiba, no começo da noite desta quarta-feira (31), para protestar contra o governo Michel Temer. O ato foi organizado pelas redes sociais e levou várias entidades e estudantes à Praça 19 de Dezembro. Entre os gritos, o mais forte era o “Fora Temer”.

Em entrevista à Banda B, o estudante Thiago Régis disse que o grupo já vem se mobilizando há alguns meses e os protestos devem se intensificar. “É um momento de resistência. Já temos uma nova mobilização marcada para o dia 18 e a resposta está sendo boa. O público aqui é diferente e mostra mais uma vez que não era tanta gente sim contra a presidente Dilma, com uma hipocrisia daquela no Senado”, disse.

Em discurso no Palácio da Alvorada, duas horas após o Senado aprovar o impeachment, a ex-presidente Dilma convocou seus eleitores e as “forças progressistas” a resistirem contra o que disse ser uma agenda de retrocessos sociais do novo governo do presidente Michel Temer, que seria contra as principais bandeiras de movimentos sociais. “Haverá contra eles a mais determinada oposição que um governo golpista pode sofrer”, prometeu Dilma.

Manifestações devem acontecer em outras capitais ainda na noite desta quarta.