Da Redação

A chapa “PMDB de Cara Limpa”, comandada pelo senador Roberto Requião, foi eleita neste sábado (24) para o comando do partido no Paraná. A eleição ocorreu na sede do partido e recebeu quase que a totalidade dos votos. Com a reversão judicial da expulsão de Orlando Pessuti na noite de sexta (23), a chapa “PMDB de Todos” chegou a disputar o pleito, mas já demonstrava enfraquecimento.

requiaoeleião

Requião levou quase a totalidade dos votos (Foto: Divulgação Requião Filho)

“Estão reestabelecidos no Paraná os princípios do ‘velho MDB de guerra’. Nós temos agora uma nova direção comprometida com as bases, com a democracia e com a ética partidária”, declarou Requião após a apuração dos votos.

Foram eleitos os novos membros do Diretório Estadual, da Executiva Estadual, da Comissão de Ética e Disciplina, os Delegados à Convenção Nacional e os respectivos suplentes.

Decisão Judicial

O ex-governador Orlando Pessuti conseguiu reverter na Justiça durante a noite de sexta-feira (24) a expulsão do PMDB e manter a chapa de oposição na disputa. A chapa de Pessuti era formada por aliados do governador Beto Richa (PSDB). Pessuti havia sido expulso do pela Comissão de Ética do PMDB, que alegou desobediência à resolução sobre fidelidade partidária. No ano passado ele apareceu no horário eleitoral declarando voto em Richa e hoje está na direção do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) por indicação do tucano.

Ontem, o ex-deputado estadual Stephanes Júnior chegou a informar a desistência da chapa “PMDB para Todos”. Ele esteve na sede do partido e formalizou o pedido de retirada do registro da chapa. “Eu digo simplesmente que acredito no futuro do partido e que tudo acabará da melhor forma para todos”, declarou.