O secretário estadual do Planejamento, Cassio Taniguchi, irá apresentar o projeto “Tudo Aqui” em uma sala fechada com alguns deputados convidados e sem a presença da imprensa na próxima quarta-feira (10). O projeto, que se dá através de uma Parceria Público Privada no valor de R$ 2,9 bilhões, pretende concentrar quase duzentos serviços públicos federais, estaduais e municipais em um único lugar. Na sessão da última terça-feira (26), o pedido da oposição para que Taniguchi prestasse esclarecimentos sobre a licitação foi rejeitado pela Casa.

O anúncio da apresentação do projeto em sala fechada foi feito pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), que garantiu que não há investimento de dinheiro público na parceria. “O Taniguchi irá provar a inexistência de dinheiro público nessa reunião”, afirmou.

Já o líder da oposição, Tadeu Veneri (PT), afirmou que, mesmo se for convidado, não irá no que ele chamou de “circo”. “Como o secretario fala que não quer imprensa, não quer questionamentos e não quer notas taquigráficas. Todos têm o direito de ver o que está acontecendo e ele não pode ficar dento de uma redoma de vidro”, disse. Veneri ainda completou que existem sim provas de dinheiro público no projeto.