Redação com Ansa e Revista Isto é

Carlos Slim, dono da Claro, Embratel e Net

O quarto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim, pode ter começado a dar seus primeiros passos para concorrer à Presidência do país nesta semana.

O empresário,  dono da Claro, Embratel e Net, convocou uma coletiva de imprensa, pela primeira vez, para dar opiniões políticas sobre o cenário nacional e internacional e aproveitou o momento para elogiar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Trump não é o Exterminador, é o Negociante”, disse em meio à risadas aos jornalistas e pedindo para que os mexicanos não tenham medo do novo mandatário.

A fala vem em um dos piores momentos na história na relação entre EUA e México, após o anúncio da construção do muro na fronteira entre os dois países e do cancelamento da viagem de Enrique Peña Nieto a Washington.

Ao ser questionado se vai se candidatar para as eleições de 2018, Slim apenas agradeceu “o apoio” dos mexicanos ao seu nome, deixando no ar a possibilidade de se candidatar.

Os analistas políticos estão avaliando que a presença do empresário na mídia, com um crescente aumento nos últimos meses, seja parte de uma campanha para a candidatura de Slim à Presidência, que surgiu entre os mexicanos nas redes sociais.

O professor e comentarista político mexicano Ricardo Raphael afirma que é possível que essa campanha “tenha sido lançada por pessoas próximas” ou talvez que o “engenheiro”, como é conhecido entre os mexicanos, “surgiu como uma resposta genuína à crise que estamos enfrentando”.

Para ele, a ascensão de Slim é “natural” dado “um governo e os partidos com níveis de aprovação muito baixos” e em um momento de “embate internacional liderado por Trump”.P

Para ler a reportagem completa, clique aqui