A Câmara dos Deputados deve votar amanhã (17) o projeto de lei que promove diversas alterações na legislação sobre drogas. Conhecida como Lei Antidrogas, a proposta ainda não tem o consenso de todas as lideranças partidárias para ser aprovada. Por essa razão, líderes de algumas legendas pediram hoje ao presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pelo menos até amanhã para esclarecer algumas questões sobre a matéria.

De acordo com o autor do projeto, deputado Osmar Terra (PMDB-RS), o presidente da Câmara concordou em adiar de hoje para amanhã a votação e prometeu que a proposta estará na pauta de votação desta quarta-feira.

“Algumas lideranças partidárias querem esclarecer questões pontuais. Vamos atender à solicitação. Amanhã, o projeto será votado de qualquer maneira”, disse Osmar Terra.

O projeto altera 33 pontos da Lei de Combate às Drogas. O ponto mais polêmico da proposta é que estabelece a internação compulsória de usuários de drogas. Muitos parlamentares são contra a medida, mas há também outros pontos polêmicos na proposta que os parlamentares querem discutir com o autor do projeto.