Da Redação

Foto: Reprodução Câmara de Curitiba

Por 21 votos favoráveis e sete abstenções, o plenário da Câmara de Curitiba decidiu suspender o mandato do vereador Professor Galdino (PSDB). Ele é suspeito de agredir a vereadora Carla Pimentel (PSC) em setembro. Com a decisão, Galdino fica impedido de exercer o mandato até o fim da gestão, que se encerra em 31 de dezembro.

Com a suspensão, o vereador não receberá salário no mês de dezembro, mas a decisão não acarreta prejuízos políticos. Em 2016, quem disputou a eleição se utilizando do famoso jingle pelas ruas foi o irmão dele, Edu Galdino, que não foi eleito.

Na tarde desta quinta, o Conselho de Ética da Câmara ainda ouve depoimentos em outro processo contra Galdino. Neste, o parlamentar é investigado por assédio moral contra servidores.