Da Redação

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou nesta terça-feira (17) o reajuste de 5,38% nos salários dos vereadores. Pela proposta, o valor pago aos parlamentares deve subir de R$ 13,5 mil para R$ 14,2 mil e, o do presidente Paulo Salamuni (PV), de R$ 17,5 mil para R$ 18,4 mil. A proposta ainda depende de novas votações.

De acordo com a Câmara, o índice foi determinado pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), considerando os 12 meses anteriores a 31 de março.

O projeto é de autoria da Comissão Executiva, responsável pela gestão administrativa da Câmara, que é formada pelo presidente da Casa, junto aos vereadores Ailton Araújo (PSC), 1° secretário, e Serginho do Posto (PSDB), 2° secretário.

Segundo o líder do prefeito na Casa, vereador Pedro Paulo (PT), conceder a revisão do subsídio, com a mesma base dada aos servidores municipais, revela “isonomia” no tratamento a funcionários e parlamentares. “A garantia legal e constitucional da matéria foi apreciada pelas comissões permanentes da Câmara e por isso chegou para a votação hoje”, destacou.

Assim como os servidores públicos, os vereadores receberão valores retroativos a abril. O impacto financeiro mensal da revisão do subsídio é de R$ 27.817,29. Para o ano de 2014, a revisão deve custar R$ 250.355,61 a mais, e para 2015, R$ 333.807,48.