Da CMC

Os vereadores de Curitiba aprovaram, na sessão desta quarta-feira (16), projeto de lei que reduz a jornada de trabalho para 11 carreiras de servidores municipais. De acordo com a proposta, terão redução de 40 para 30 horas semanais os fonoaudiólogos, farmacêuticos bioquímicos, psicólogos, nutricionistas, biólogos, citotécnicos, técnicos em confecção de lentes de óculos, técnicos em patologia clínica, químicos e técnicos em saneamento. Os médicos veterinários, por sua vez, terão diminuição de 20 horas.

O texto, apresentado pelo prefeito e acatado por unanimidade em primeiro turno, altera leis municipais e possibilita aos funcionários beneficiados o ingresso no Regime Integral de Trabalho, que permite aos trabalhadores com jornada inferior a 40 horas trabalharem nesta modalidade e receber gratificação financeira.

Diversos vereadores discursaram sobre o avanço que a medida deve garantir aos servidores e à população em geral e recordaram da luta histórica de várias categorias pela redução da jornada. Os parlamentares comentaram que em 2011 foi aprovada legislação semelhante, mas que só agora carreiras que se sentiram excluídas estão sendo contempladas. Líderes dos sindicatos dos Servidores Municipais de Curitiba e dos Psicólogos do Paraná também tiveram espaço para debater o tema.

O líder do prefeito, Pedro Paulo (PT), considerou a aprovação da matéria uma conquista histórica, “que vai contribuir para a melhoria no atendimento da saúde, minimizando o desgaste físico e mental dos trabalhadores”. O posicionamento foi compartilhado por Professora Josete (PT) e Serginho do Posto (PSDB).