Da CMC

A Câmara de Curitiba aprovou em primeiro turno, nesta segunda-feira (2), o projeto de resolução que tornará obrigatória a divulgação, em seu site, dos resultados das votações pelo plenário. De iniciativa de Valdemir Soares (PRB), mas reapresentada pela Comissão Executiva, devido à competência da matéria, a proposição também determina o detalhamento do voto nominal (se o vereador foi favorável, contrário, se absteve ou não participou do processo).

Os parlamentares rejeitaram que a norma será redundante ou significará um “excesso de transparência”, já que o site da Casa disponibiliza as informações. “Não tem mais volta. A divulgação das votações será obrigatória”, enalteceu o primeiro-secretário, Serginho do Posto (PSDB). O líder do prefeito, Pedro Paulo (PT), também defendeu a normatização.

“A resolução deveria servir de exemplo para outros Legislativos. Ela evitará que uma futura administração vete a divulgação das votações da ordem do dia”, justificou Soares. “Sou totalmente desapegado desta questão de autoria, o mais importante é o resultado, o benefício à população. Retirei a matéria, que havia sido aprovada por unanimidade, para que a Comissão Executiva a reapresentasse”, completou.

Segundo ele, esta publicidade possibilita que o cidadão confira o posicionamento do seu candidato em determinada votação e, com isso, poderá, posteriormente, abrir um diálogo com o parlamentar para discutir a questão.