O vereador de Colombo que propôs uma alteração na emenda da Lei Orgânica 01/2013 para ampliar de 13 para 21 vereadores na Câmara, Waldirlei Bueno de Oliveira (PMDB), afirmou na tarde desta terça-feira (19) que aumento no número de parlamentares irá beneficiar a população do município. “Muitos bairros não eram contemplados pelo município por ausência de representatividade na Câmara, esse número privilegia bairros que há mais de 30 não tinham um vereador”, afirmou.

VereadorWaldirlei Bueno de Oliveira

A proposta tenta corrigir as falhas jurídicas do mesmo projeto aprovado no ano passado, que ampliou o número de vagas. Hoje, os 21 vereadores só estão no cargo graças a uma liminar do Tribunal de Justiça do Paraná e sete podem ficar de fora a qualquer momento. Entre eles está Oliveira. Segundo Oliveira, a ampliação do número de verbas não altera a verba destinada a eles.

Já o vereador Helio Feitosa (PSD), que está entre os 13 garantidos, criticou duramente a votação e afirmou que eles não respeitaram os prazos para colocar esta votação em pauta. “Estou sentindo isso como uma manobra para que tudo seja feito às pressas e o projeto novamente seja aprovado. Eu acho um absurdo e entendo como uma artimanha para consertar o que eles erraram no passado”, disse.

Outro questionamento de Feitosa é a ausência da participação popular na discussão. Segundo Oliveira, dessa vez a população de Colombo está participando. “Desta vez a discussão foi divulgada e ficará na pauta por pelo menos duas semanas para a colocação de emendas. A justiça não questiona o número de vereadores e sim o erro processual que resultou na aprovação”, concluiu.