Do TCE

 

A comissão instituída pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) para auditar a planilha do transporte coletivo de Curitiba entregou nesta sexta-feira (5), ao presidente da Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), Roberto Gregório da Silva Junior, um questionário inicial para orientar o trabalho. A auditoria deve ser concluída num prazo de 70 dias. Ao mesmo tempo, o presidente da comissão, Cláudio Henrique de Castro, recebeu cópias do relatório final da Comissão de Análise da Tarifa do Transporte Coletivo de Curitiba, que foi instituída pelo município.

Castro, que é diretor de Execuções do TCE, entregou a Gregório um questionário com 25 itens, com temas relacionados à composição da tarifa, qualidade dos serviços, veículos da frota circulante e outros. A portaria que instituiu a comissão prevê a avaliação da Rede Integrada de Transporte da Região Metropolitana de Curitiba, quanto à planilha utilizada, em relação ao custo por quilômetro, método empregado, reajustes e subsídios, bem como quanto à administração dos recursos que ingressam no sistema e aplicações financeiras desses recursos.

Além de Cláudio Henrique de Castro, a equipe de auditoria é integrada pelos analistas de controle Antônio Tomasetto Junior, Ronald Nieweglowski e Vitor Hugo Steinke. O objetivo principal do trabalho é uma avaliação técnica da planilha e do custo da tarifa, a fim de subsidiar futuras ações da Prefeitura de Curitiba, por meio da Urbs, e pela Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec).

“Como um tribunal cuja função principal é a prevenção, o TCE quer concluir a auditoria de forma a oferecer opções aos gestores da Rede Integrada de Transportes, ao mesmo tempo em que vai apresentar os resultados à população, que é a principal interessada, na condição de usuária do sistema”, completa Castro.