Redação com Folha de São Paulo

A aprovação do Governo Dilma despencou 27 pontos após o início da onda de protestos que tomou o país. Segundo o Instituto Datafolha, em apenas três semanas a aprovação da presidente caiu de 57% para 30%, sendo que em março o índice era mais que o dobro do atual, 65%.

A queda de Dilma Rouseff é a maior redução de aprovação de um presidente entre uma pesquisa e outra desde o plano econômico do então presidente Fernando Collor de Mello, em 1990. Na ocasião, entre março, imediatamente antes da posse, e junho, a queda foi de 35 pontos (71% para 36%).

Em relação a pesquisa anterior, o total de brasileiros que julga a gestão Dilma como ruim ou péssima foi de 9% para 25%. O Datafolha também perguntou sobre o desempenho de Dilma frente aos protestos. Para 32%, sua postura foi ótima ou boa; 38% julgaram como regular; outros 26% avaliaram como ruim ou péssima.

Em dois dias, o Datafolha ouviu 4.717 pessoas em 196 municípios. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.