Da Redação com TCE-PR

Após o afastamento do coordenador-geral do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR), Luiz Bernardo Dias Costa, o órgão anunciou, nesta terça-feira (24), uma nova pessoa para o cargo. Trata-se de Mauritânia Bogusa Pereira, que tem 20 anos de carreira. Costa chegou a ser preso pelo Gaeco-PR do Ministério Público (MP), mas está solto e deve responder ao processo por corrupção em liberdade.

tce-pr(Foto: Divulgação TCE-PR)

O ex-coordenador-geral foi preso pelo Gaeco quando recebia R$ 200 mil de Edenilso Rossi, ligado à Sial Engenharia e Construção, que também foi preso. De acordo com as investigações, o pagamento pode ter acontecido por uma propina por frande em um processo licitatório para a construção de um prédio anexo ao TCE-PR.

Confira a nota divulgada pelo TCE-PR sobre o caso:

1 – Nomeou a servidora de carreira Mauritânia Bogus Pereira, com 20 anos de serviços prestados a esta instituição, para exercer a função de coordenadora geral do TCE, a partir desta data, conforme Portaria n° 346/14, publicada à página 33 do Diário Oficial Eletrônico, na data de hoje;

2 – O ex-coordenador geral não participou diretamente da fiscalização das obras da Copa 2014, que estão sob a responsabilidade de engenheiros e técnicos da DIFOP – Diretoria de Fiscalização de Obras Públicas, tendo sido, apenas, responsável pela divulgação de parte dos relatórios;

3 – Iniciou procedimentos, por meio da sua Corregedoria Geral, para avaliar as providências cabíveis em relação ao caso;

4 – Quanto aos procedimentos relativos à Licitação n° 01/2013, entende que o referido certame obedeceu rigorosamente à legislação pertinente;

5 – Mesmo assim, manterá a suspensão do certame licitatório, até que o processo seja concluído;

6 – Concederá, respeitando os princípios democráticos, o direito de ampla defesa a quem estiver envolvido no referido processo;

7 – Considerando que o processo tramita em segredo de justiça não voltará a se manifestar sobre o caso até o seu encerramento.