Redação com assessoria da Alep

rossoni

Presidente da Alep, Valdir Rossoni – Foto: Nani Góes

Após 14 anos, a Assembleia Legislativa inicia formalmente o procedimento interno para a realização de concurso público para seleção de novos servidores efetivos. O ato da Comissão Executiva,  publicado em Diário Oficial nesta quarta-feira (18), designou a composição da Comissão Especial de Concurso Público, formada por três servidores de carreira, cujo objetivo será planejar, organizar e coordenar o certame, bem como fazer o devido acompanhamento da elaboração do edital, até o processo administrativo de contratação e de fiscalização da instituição que fará o concurso. A expectativa, segundo o presidente da Casa, deputado Valdir Rossoni, é abrir ainda no primeiro semestre, 50 vagas  para procurador e técnicos das comissões técnicas permanentes.

Como reflexo, além de reestruturação do quadro de pessoal, com a contratação de novos funcionários efetivos, diversos cargos em comissão deverão ser extintos.

“Uma das nossas metas nesta administração era a realização do concurso público. Mas para isso precisávamos reorganizar internamente a Casa, fazer o mapeamento da situação funcional da Assembleia. Assim, concluída esta etapa, agora já iniciamos o procedimento para o concurso público. A Assembleia do Paraná dá mais uma vez demonstrações de avanços, de transparência e de compromisso público”, afirmou Rossoni.

O último concurso promovido pela Assembleia foi em junho de 1999, para a função de taquígrafo. Cinco vagas foram abertas e posteriormente preenchidas. Desde então, nenhum procedimento foi feito para a reposição do quadro funcional. Agora, com a instalação da Comissão Especial, o Legislativo inicia os trâmites necessários para a seleção de novos servidores.