Por Felipe Ribeiro e Flávia Barros

Vanessa Grazziotin diz que foi agredida (Foto: Agência Senado)

Vanessa Grazziotin diz que foi agredida (Foto: Agência Senado)

O advogado Paulo Demchuk, de 49 anos, que se envolveu em uma confusão com a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, negou nesta sexta-feira (2) que tenha agredido a parlamentar. Grazziotin foi uma das maiores defensoras de Dilma Rousseff durante o processo de impeachment e o tumulto aconteceu em um voo que veio de Brasília poucas horas após a decisão de afastar a petista definitivamente do cargo.

Advogado definiu como "erro" tomar celular da senadora

Advogado definiu como “erro” tomar celular da senadora (Reprodução)

Em entrevista à Banda B, Demchuk disse que muitas pessoas discursavam ainda dentro do avião contra o posicionamento de separar o processo de cassação de Dilma com o que manteve os direitos políticos, momento em que a senadora começou a gravar com o celular a fala. “Eu realmente acho que não deveria ter tirado o celular da mão dela, mas também acredito que ela não poderia divulgar como foi feito. Não houve nenhum ato de violência, tanto que todo mundo foi liberado pela Polícia Federal”, disse.

A senadora veio até Curitiba para visitar a mãe e se pronunciou sobre o ocorrido no Facebook. Segundo a parlamentar, ela foi sim agredida. “Em relação ao ocorrido no Aeroporto Afonso Pena de Curitiba, na última quarta-feira , quando no desembarque do voo JJ 3151 da Latam, que saiu de Brasília às 22h05, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) foi agredida por um passageiro que estava no mesmo voo, a parlamentar esclareceu que registrou a ocorrência na Polícia Legislativa do Senado que vai tomar todas as providências diante das autoridades da capital paranaense. Ela ainda comunicou que vai adotar todas as medidas judiciais cabíveis”, informou.

Para Demchuk, o que aconteceu dentro do avião é uma falta de aceitar a opinião divergente. “Eu não xinguei, não usei termos de baixo calão, mas fui um pouco agressivo. Ela não foi agredida, eu apenas me expressei e esse é um direito mesmo que desagrade”, concluiu.

Questionado, Demchuk disse que não pretende acionar judicialmente Vanessa Grazziotin.