(Foto: EBC)

O volume de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundo atingiu 2% no total compensado no País em 2017, de acordo com a Serasa Experian. O resultado é o mais baixo dos últimos quatro anos, retornando ao nível de 2013, segundo a entidade.

Em dezembro, o porcentual de devoluções foi de 1,96% na comparação com 1,93% em novembro do total de cheques movimentados. Em relação a dezembro de 2016, quando fora de 2,25%, houve queda.

Segundo os economistas da Serasa, a retomada do crescimento econômico, o alívio na inflação e a queda na taxa básica de juros, além do recuo gradual do nível de desemprego ajudaram a reduzir a inadimplência com cheques em 2017.

A região Nordeste liderou o ranking de devoluções de documentos pela segunda vez por falta de fundo, com 3,92%, enquanto o Sul do País apresentou o menor porcentual, com 1,65%, de janeiro a dezembro do ano passado.

Entre os Estados, o Amapá ficou em primeiro lugar, com 15,42% de cheques devolvidos em 2017. Já São Paulo registrou o menor porcentual, de 1,59%.