Divulgação

 

Ex-atacante do Atlético-PR e atual gerente de futebol do Botafogo da Paraíba, Warley Santos gravou um vídeo neste sábado (3) para reafirmar sua versão sobre o ocorrido que o levou até a Unidade de Pronto-Atendimento (UTI). Na declaração, ele volta a afirmar que foi vítima de um assalto, sendo esfaqueado logo na sequência.

“Fui vítima de um assalto e depois fui ferido covardemente a facadas. Tive meu celular roubado e encontrado na casa do acusado pela polícia. Escapei pela graça de Deus, primeiramente, mas também pela ajuda de amigos e de médicos, que foram anjos na situação”, disse.

Warley deixou UTI do Hospital Nossa Senhora das Neves na tarde do último domingo (28).

A Polícia Civil espera concluir as investigações na semana que vem e deve confrontar as versões apresentadas pelo ex-jogador e pelo principal suspeito do crime. Victor Coelho nega ter assaltado e esfaqueado Warley, mas admite que os dois brigaram porque o ex-jogador não quis lhe pagar um programa sexual.

Victor foi preso na terça-feira (30).

Confira o vídeo gravado por Warley no player abaixo: