Professor de academia é preso por cometer crimes em série contra garotas de programa

Por Luiz Henrique de Oliveira

 

 

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apresenta, na manhã desta terça-feira (28), um professor de crossfit em academias de Curitiba acusado de matar pelo menos três garotas de programa nos últimos meses. O assassino em série matou prostitutas e travestis e foi preso depois de tentar cometer o quarto crime, segundo a Polícia Civil.

O nome do suspeito e as informações completas serão divulgadas pela polícia no fim da manhã de hoje. O suspeito foi preso ontem (27) próximo ao Cemitério Municipal de Curitiba. A DHPP chegou ao professor porque, no último fim de semana, ele tentou matar uma travesti e acabou não conseguindo. Essa vítima procurou os policiais que conseguiram êxito na prisão do suspeito, que confessou os crimes. A travesti para conseguir escapar do professor se fingiu de morta, de acordo com a polícia.

Mais informações em breve

Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.