Estoque de apartamentos novos em Curitiba atinge o menor patamar do ano

Da Redação com assessoria

 

O número de apartamentos residenciais novos disponíveis para a venda em Curitiba atingiu o menor patamar do ano, em agosto. De acordo com a Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi/PR), pela segunda vez em 2013, o estoque de apartamentos novos ficou abaixo das 11 mil unidades. Em agosto, assim como em fevereiro desse ano, a capital registrou o volume de 10.934 unidades em estoque, disponibilidade de 30,7% em relação à oferta.

Entretanto, a se considerar o comparativo entre os dois meses, a quantidade de apartamentos residenciais novos em oferta cresceu 5,7%. Em fevereiro de 2013, havia 33.599 imóveis em oferta na cidade, enquanto em agosto esse volume foi de 35.539 imóveis, alta de 5,7%. “Isso mostra que as vendas continuam acontecendo, ainda que o comprador esteja pesquisando mais antes de fechar o negócio”, explica o presidente da Ademi/PR, Gustavo Selig.

A se comparar agosto com o mês anterior, verifica-se uma redução de 2,8% na quantidade de apartamentos residenciais novos em estoque em Curitiba (11.259 unidades), ante a um incremento de 0,7% da oferta (35.286 unidades). A maior baixa de estoque, em termos percentuais, se deu para os apartamentos residenciais de três dormitórios, que totalizaram uma redução de 18% entre as unidades disponíveis, passando de 1.094 para 897 imóveis.

Quanto ao padrão, a redução mais significativa entre os meses foi para os apartamentos supereconômicos, com preço de até R$ 170 mil. Nessa faixa, a diminuição dos imóveis novos disponíveis para a venda foi de 14,6%, passando de 294 para 251 unidades. Em agosto, as habitações supereconômicas em Curitiba tiveram o segundo menor volume de oferta, com 1.862 unidades, atrás apenas dos imóveis de luxo, que contabilizaram 1.508 unidades em oferta na capital.

.

Compartilhe:

Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.

Publicidade: