De azeite de oliva à tilápia, Armazém da Família vende novos produtos

Da SMCS

Foto: SMCS

 

A chegada nesta semana do primeiro lote de azeite de oliva mostra a preocupação da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento em ampliar a variedade de produtos ofertados nos Armazéns da Família. Nos últimos dois meses, nove itens inéditos passaram a ser vendidos nas 33 unidades da Prefeitura: carne de porco, linguiça fresca, tilápia em posta, azeite de oliva, vassoura, rodo, escova de lavar roupa, saco de pano e sacola retornável. Requeijão e mais variedades de massas deverão ser as próximas novidades a chegar às gôndolas nos próximos meses.

Ivone Aparecida de Melo, diretora de Abastecimento Social da Secretaria, destaca que, assim como os demais itens vendidos nas unidades, os nove produtos inéditos são em média 30% mais baratos que os comercializados no varejo. Ao todo, os Armazéns da Família oferecem 235 itens, entre produtos alimentícios processados ou industrializados, bem como de higiene e limpeza. “No caso dos novos itens, são produtos que as pessoas que frequentam os armazéns já vinham pedindo em conversas com os funcionários”, lembra a diretora. Podem se cadastrar para as compras nos Armazéns da Família moradores de Curitiba e servidores com renda familiar de até cinco salários mínimos.

Foto: SMCS

Ivone conta que também há uma preocupação em melhorar a qualidade dos produtos já oferecidos. “Desde o começo do ano estamos revendo fornecedores”, lembra ela. A lista de itens que já foram substituídos é formada por queijos, chocolates, café, água sanitária, sabão em barra, sabão em pó, desodorante e pasta de dente. “Sempre que percebermos que a população não está contente com um produto, buscamos substituí-lo para algo melhor”, garante ela.

A diretora revela ainda que, nos próximos meses, também será feita uma avaliação do serviço oferecido nas unidades. “Vamos buscar parcerias para melhorarmos o atendimento, que é feito por funcionários terceirizados. Estamos muito próximos da comunidade, temos que ter essa preocupação”, reforça Ivone. Além disso, a pesquisa deve ouvir oficialmente a população em relação a novos produtos. “O levantamento deve apontar outros itens que as famílias beneficiadas gostariam de comprar nas unidades”, salienta Ivone.

A auxiliar de produção Daniele Costa, 30 anos, aprovou a chegada dos novos produtos nos dois últimos meses. “O preço é muito mais barato que no supermercado. Eu estou levando para casa a tilápia e a carne de porco, além da vassoura e pano de chão”, conta ela, que estava acompanhada da filha Natália, de 7 anos, durante as compras na unidade do CIC/Barigui.

A dona de casa Maria de Lourdes Francisco da Silva, 66 anos, que também abastece a casa com alimentos e gêneros de primeira necessidade no Armazém do CIC/Barigui, afirma que desde abril vem comprando postas de peixe toda semana. “É um alimento saudável. Antes não tinha e agora eu posso levar, pois o preço é bem acessível”, avalia ela, que também passou a colocar no carrinho os itens de limpeza inéditos.

Moradora da Vila Sandra, a pensionista Venilda de Miranda, 49 anos, frequenta o Armazém do bairro e sempre sentiu falta de poder comprar azeite de oliva para a salada e outros preparos. “No mercado, normalmente, é bem mais caro. Agora eu posso comprar. Espero que mais novidades cheguem nos próximos meses”, afirma.

A aposentada Suelli Colli, 48 anos, conta que, com a chegada dos novos produtos na unidade da Vila Sandra, ao menos uma vez por semana prepara peixe e carne de porco para a família. “Antes era mais difícil, por conta do preço em peixarias e açougues”, recorda ela.

A cabeleireira Inês Ribeiro, 60 anos, garante que peixe e azeite de oliva agora não vão faltar no cardápio de fim de semana da família. “A gente pode variar mais a comida de sábado e domingo”, salientou Inês, durante compras no Armazém da Família da Vila Sandra.

Renovação

Por determinação do prefeito Rafael Greca, entre janeiro e abril deste ano, todos os 33 Armazéns da Família passaram por pintura interna e externa, além de melhoria da visibilidade dos produtos com a troca de lâmpadas e identificação nas prateleiras. Antes da renovação, lembra o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Luiz Gusi, a população se deparava com prédios degradados, herança da gestão anterior.

Gusi ressalta ainda que o trabalho de renovação das unidades é muito mais amplo, pois envolve o aumento do número de beneficiados pelo programa (em março, houve um aumento da faixa de 3,5 para 5 salários mínimos tanto para a população como para os servidores) e redução da intermediação da compra, para garantir os preços 30% mais baratos em comparação ao comércio.

Como se cadastrar para fazer compras nos Armazéns da Família

O programa Armazém da Família é formado por 33 unidades fixas de abastecimento instaladas em pontos estratégicos da periferia de Curitiba, bairros e terminais de ônibus, onde é feita a comercialização de gêneros alimentícios e produtos de higiene e limpeza.

Apenas moradores de Curitiba, com renda familiar de até cinco salários mínimos e com cartão de acesso, podem comprar nos locais.

O cadastramento e a emissão dos cartões devem ser feitos nos núcleos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento nas Administrações Regionais localizadas nas Ruas da Cidadania.

Endereços dos Armazéns da Família da Prefeitura:

Autódromo

Rua Leonardo Novicki, 740 (Av. do Trabalhador, esquina com Rua Dr. Ivan Jorge Cury), Cajuru

Fone: 3581-1780 / 3581-1784

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Bairro Alto

Rua Rio Japurá, 1.758 (esquina com a Rua Rio Jari e Av. da Integração), Bairro Alto

Fone: 3367-4143

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h.

Bairro Novo

Rua Ana Alzira Cordeiro, s/nº (esquina com a Rua Ourizona), Sítio Cercado

Fone: 3289-3736

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

CIC/Barigui

Rua Desembargador Cid Campelo, 5.855 (entre as Ruas Ildefonso Clemente Puppi e Andrea Guimarães), CIC

Fone: 3245-4400

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Boa Vista

Avenida Paraná, 3.783 (esquina com a Rua Fernando de Noronha), Boa Vista

Fone: 3356-2087

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Boqueirão

Avenida Marechal Floriano, s/nº (Terminal de Ônibus Boqueirão), Boqueirão.

Fone: 3286-4048

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Campo do Santana

Rua Delegado Bruno de Almeida, 3.415, Rio Bonito, Campo Santana

Fone: 3265-2932

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h.

Caiuá

Rua Maria Lúcia Locher de Athayde, 7.954 (Próximo ao Parque dos Tropeiros), CIC

Fone: 3229-4395 / 3329-5931

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Capão Raso

Rua República Argentina, 5.259 (Terminal de Ônibus Capão Raso), Capão Raso

Fone: 3212-1502

Terça a sexta-feira, das 9h às 17h15. Aos sábados, das 9h às 13h

Centenário

Rua Lourival Wendler, 600 (esquina com a Rua Ceilão, atrás do Terminal de Ônibus Centenário), Cajuru

Fone: 3581-1687

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Fazendinha

Rua Carlos Klemtz, 1.600 (ao lado do Terminal de Ônibus Fazendinha), Fazendinha

Fone: 3350-3788 / 3350-3789

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Jardim Paranaense

Rua Dr. Benedicto Siqueira Branco, 222 (final da Rua Francisco Derosso), Alto Boqueirão

Fone: 3378-1795

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Maria Angélica

Rua Prof. Júlio Theodorico Guimarães, 388-A (esquina com Rua Monte Sinai), Pinheirinho

Fone: 3212-1493

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Matriz

Rua da Cidadania Matriz (Praça Rui Barbosa), Centro

Fone: 3313-5822

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Monteiro Lobato

Rua Odir Gomes da Rocha, 550, Tatuquara

Fone: 3349-2399

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Nossa Senhora da Luz

Rua Sérgio Carlos Martins Leal, s/nº (ao lado da Creche Tia Eva), CIC

Fone: 3246-5539

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Osternack

Rua Guaçuí, 5.757, Sítio Cercado

Fone: 3348-9943

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Parolin

Rua Profº Plácido e Silva, 860 (esquina com Brigadeiro Franco), Parolin

Fone: 3334-5802

De terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Pilarzinho

Rua Profº Hostilio de Araújo, s/nº, Pilarzinho

Fone: 3339-9581

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Pinheirinho

Avenida Winston Churchill, 15 (Terminal de Ônibus Pinheirinho), Pinheirinho

Fone: 3346-1238

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Sabará

Rua Antônio Pastre, 420 (Esq. Rua São Perpétuo e Estrada Velha do Barigui), CIC

Fone: 3249-6258

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

São João Del Rey

Rua Filósofo HubertoRohden, s/nº (esquina com Celeste Tortado Gabardo), Sítio Cercado

Fone: 3349-3022

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Sábados, das 8h30 às 13h

Santa Efigênia

Rua José Carlos Puppi, s/nº (fundos do Terminal de Ônibus Barreirinha), Barreirinha

Fone: 3354-6944

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Santa Felicidade

Via Vêneto, 1.540, Santa Felicidade

Fone: 3272-9649

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Tatuquara

Rua Ernesto Germano Francisco Hannemann, 216 (Jardim da Ordem/Tatuquara), Tatuquara

Fone: 3265-3429

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Uberaba

Rua Augusto David de Moraes, 160 (Fundos Barracão Empresarial), Cajuru

Fone: 3296-5430

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Uberlândia/Vila Leão

Rua Felinto Bento Viana, 637 (Esq. Com a Praça Maria Regina PredobomVanzo), Novo Mundo/Portão

Fone: 3229-9676

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Umbará

Rua Ana Ricardo Cordeiro, 243 (entre as ruas Vicente Negrello e Afonso Bandeira), Umbará

Fone: 3396-0934

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Vila Oficinas

Rua Eng. Costa Barros, s/nº (Terminal de Ônibus Vila Oficinas), Cajuru

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Vila Torres

Rua Iapó, 253, Rebouças

Fone: 3333-3674 / 3332-4186

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Vila Sandra

Rua Robert Redzimski, s/nº (esquina com Rua João Dembinski), CIC

Fone: 3285-2945 / 3279-2613

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Vila São Pedro

Rua Hermenegildo Bonat, 408-B, Xaxim

Fone: 3248-7202 / 3246-4452

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Vila Verde

Rua Emílio Romani, 241 (esquina com Rua Jornalista Rubens Ávila), CIC

Fone: 3569-3451

Terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h15. Aos sábados, das 8h30 às 13h

Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.