Agentes penitenciários fazem protesto contra reformas e impedem visita a presos da Lava Jato

Por Luiz Henrique de Oliveira e Djalma Malaquias

 

 

Agentes penitenciários realizam uma manifestação nesta sexta-feira (19) em frente ao Complexo Médico Penal do Paraná, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. A intenção é não permitir a visita aos presos da Lava Jato na tarde de hoje. Entre os presos que estão lá há nomes como o ex-tesoureiro do PT João Vaccari, o ex-deputado federal André Vargas, o ex-deputado federal Eduardo Cunha.

Segundo Petruska Sviercoski, presidente do Sindarspen (Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná), a intenção é protestar contra a reforma da previdência.

Manifestação no Complexo Penal, em Pinhais, nesta sexta-feira (Foto: Djalma Malaquias – Banda B)

“Queremos chamar a atenção do Governo Federal para a reforma da previdência. São as pessoas que estão justamente praticando corrupção que tentam fazer passar esta lei que prejudica o trabalhador. Aqui estão condenados pela Lava Jato e não haverá visita hoje”, disse.

Ainda de acordo com Petruska, a manifestação de hoje é apenas um começo. “Se a reforma da previdência tiver proseguimento, faremos greve por tempo indeterminado. Não iremos permitir que isso aconteça, nem aqui no Paraná e nem no restante do Brasil”, explicou.

A proibição de visitas também deverá se estender para outros complexos penais do Paraná.







Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.