(Foto: Reprodução)

 

Um funcionário de necrotério na Rússia foi demitido após um exame de DNA comprovar que ele havia feito sexo com o cadáver de uma ex-participante da versão do Big Brother no país.

Oksana Aplekaeva foi assassinada em 2008. O corpo da jovem foi achado à beira de uma estrada por um caminhoneiro.

Alexander Aplekaeva, de 37 anos, continuava trabalhando no necrotério quando a polícia recebeu uma denúncia. O corpo de Oksana foi exumado e os testes revelaram a presença de material genético de Alexander no cadáver.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.