Um britânico foi condenado a três anos de prisão por ‘stalkear’ a própria esposa fingindo ser um ex-namorado dela Foto: Pixabay/TeroVesalainen

 

O britânico Paul Playle foi condenado a três anos de prisão na última semana por ter fingido ser um ex-namorado de sua mulher, Amanda, para causar terror psicológico nela. Paranoico que ela o estivesse traindo, Playle assumiu a identidade de Anthony Reynolds e, por dois anos, mandou mensagens que causaram graves danos psicológicos em Amanda. As informações são do The Guardian.

“Você viu sua mulher desmoronar psicologicamente por conta do medo que ela estava sentindo após anos de abuso online”, disse o juiz ao sentenciar Playle. “Após aterroriza-la online, você ia confortá-la como marido. Esse foi um dos comportamentos mais cruéis e calculistas que eu já vi”, continuou.

Nas mensagens, enviadas entre dezembro de 2015 e junho de 2017, Playle fazia ameaças dando detalhes sobre as roupas que Amanda estava utilizando ou onde estava. Ele também chegou a enviar mensagens para seus sogros e colegas de trabalho da sua mulher para atormentá-la.

A Polícia descobriu que Playle era o responsável pelas mensagens após Amanda denunciar uma das imagens que ele a havia enviado e identificar, através de câmeras de segurança, onde e quando a imagem havia sido mandada.

“Nosso casamento teve momentos difíceis, mas pensei que nossa família era estável. Nossos filhos estão devastados”, disse Amanda no tribunal. “Eu tenho medo de sair de casa, ir trabalhar ou até mesmo fazer compras. Eu entro em pânico quando meu telefone toca. Eu não consigo mais confiar em ninguém agora que descobri que a pessoa que eu mais confiava fez isso”, disse no depoimento.