© Fournis par RFI

O autor do tiroteio, que deixou 17 mortos na Flórida, Nikolas Cruz, 19 anos, era um ex-aluno problemático e tinha dado sinais de que cometeria o massacre nas redes sociais.

Nikolas Cruz havia sido expulso por problemas de disciplina da escola Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland. Ele foi detido perto da cidade Coral Springs, com um fuzil AR15 e várias munições, pouco depois do massacre.

De acordo com o jornal The New York Times, ele começou a atirar nas redondezas da escola, matando três pessoas. Doze foram atingidas na porta do estabelecimento e duas morreram no hospital. As vítimas, que incluem um técnico de futebol e o filho de um policial, foram identificadas nesta quarta-feira (14).

Segundo o senador da Flórida, Bill Nelson, que conversou com o FBI, o ataque foi preparado meticulosamente. Ao chegar ao estabelecimento, Nikolas Cruz usava uma máscara de gás e acionou o alarme de incêndio para que os alunos deixassem a sala de aula. Alguns estudantes ouvidos pela polícia acharam o procedimento estranho, já que um exercício em caso de incêndio já havia sido realizado mais cedo.

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.