A norte-americana Abby Beckley foi vítima de uma infecção por vermes inédita na história médica em um dos seus olhos Foto: Pixabay/Skitterphoto

 

A Universidade de Saúde e Ciência de Oregon, nos Estados Unidos, e o Centro de Controles de Doenças do país publicaram um estudo bastante curioso na última segunda-feira, 12 sobre uma infecção por verme. Em 2016, a norte-americana Abby Beckley foi ao hospital após sentir uma coceira forte no olho. Inicialmente, ela olhou no espelho e viu um objeto que pensou ser um cílio encravado, entretanto ela puxou e viu que se tratava de um verme de pouco mais de um centímetro de comprimento.

No hospital, foi identificado que havia pelo menos mais dez vermes alojados no olho de Abby. “A paciente tem vermes saindo do seu olho. O que nós fazemos?”, disse a médica Erin Bonura para o jornal The Washington Post, relembrando a reação dos funcionários do hospital universitário ao caso.

Segundo Bonura, Beckley foi o primeiro caso na história médica de infecção humana pelo verme Thelazia gulosa, que até então havia sido só encontrado em bois e vacas na América do Norte. Antes dela, só dez casos de infecção por uma outra espécie de thelazia havia sido registrada.

Ninguém sabe como a jovem de 28 anos foi infectada, a médica falou ao jornal que acredita ter sido por contato próximo com mosquitos que carregam a larva do verme na fazenda da sua família. Ao todo, 14 vermes foram retirados do olho de Beckley, que hoje está bem e sem nenhuma sequela.

“Tive muita sorte de ter encontrado a doutora Bonura”, disse Abby ao The Washington Post. “Ela entendeu completamente a situação e me deixou tranquila sobre o que estava acontecendo comigo”, continuou. O caso foi tão inédito que serviu como base para ser colocada no banco de dados do Centro de Controle de Doenças.