John Anglin, Clarence Anglin e Frank Morris escaparam da prisão em 1962. (Foto: FBI)

 

Uma carta misteriosa que acaba de vir a público pode ajudar a desvendar o paradeiro de John Anglin, um dos três prisioneiros que escaparam da penitenciária de Alcatraz, nos Estados Unidos, há mais de 50 anos.

O episódio ficou conhecido como ‘fuga impossível’ e até hoje mantém os fugitivos na lista dos mais procurados do país – com direito a imagens de como seriam fisicamente agora. A prisão era considerada de segurança máxima e foi desativada em 1963, um ano após fugirem.

O autor da correspondência que conta o que houve com o trio seria, supostamente, o próprio John.

Ele teria escrito à polícia de São Francisco em 2013, mas só agora o caso foi divulgado.

“Meu nome é John Anglin”, diz a carta. “Eu fugi de Alcatraz em junho de 1962. Naquela noite, todos nós conseguimos, mas foi por pouco”.

Leia a reportagem completa aqui.