Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

28.06.13 COMLOMBO DENTRO 1

As pessoas que acompanham os trabalhos dos investigadores da Delegacia de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, que tentam encontrar o corpo da adolescente Tayná Adriane da Silva, de 14 anos, estão ameaçando linchar os suspeitos de terem participado do crime brutal contra a garota. Não há policiais suficientes para conter a confusão e o clima é de tensão no local. Cerca de trezentas pessoas pularam o cordão de isolamento e estão, nesse momento, auxiliando a polícia a procurar o corpo. Eles estão com enxadas e pás abrindo diversos buracos pelo terreno, que fica atrás do parque de diversão. O Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost) do Corpo de Bombeiros está no local auxiliando a polícia.

Os quatros suspeitos foram apresentados na delegacia por volta das 10h30: Paulo Henrique Camargo Cunha, 25 anos, Ezequiel Batista, 22 anos, Sérgio Amorin da Silva Filho, 22 anos, que confessou ter estuprado e matado a garota, e Adriano Batista, 23 anos, que está sendo isentado pelos outros do crime. Sérgio Filho é o suspeito que indicava locais falsos à polícia. Desde às 11 horas, todos os envolvidos estão no local tentando identificar à polícia onde enterraram o corpo da garota. Todos eles são funcionários do parque de diversão, local onde a garota teria sido vista pela última vez.

Os envolvidos disseram ter colocado uma chapa de aço em cima do local onde o corpo foi enterrado. Essa chapa não foi encontrada.

Desaparecimento

A garota desapareceu na noite desta terça-feira (25) depois de mandar uma mensagem no telefone celular da mãe avisando que estava indo para casa. A mãe da adolescente Cleuza Silva conversou com o jornalista Adilson Arantes, durante o Jornal da Banda B desta quinta-feira (27), e bastante emocionada, descreveu quais teriam sido os últimos passos da adolescente. “Ela ajuda como manicure em um salão e saiu de lá até o ponto do Monte Castelo. A Tayná desapareceu neste caminho, porque pessoas a viram indo esperar o ônibus. Às 20h30 de terça ela me mandou mensagem pelo celular dizendo que estava chegando em casa e não apareceu. Estou desesperada”, disse.

Notícias relacionadas

Polícia diz que funcionário de parque assumiu que estuprou e matou Tayná, mas não indica corpo

Adolescente manda SMS para mãe dizendo que está chegando e desaparece; ouça o apelo