As vendas da indústria paranaense cresceram 2,27 % em 2012 em relação a 2011. O levantamento feito pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e divulgado nesta quarta-feira (20/02) também aponta crescimento de 2,89 % no nível de emprego do segmento. Foi o terceiro ano seguido de crescimento nas vendas do setor industrial paranaense. Os resultados colocam o ano passado como o de melhor desempenho do setor industrial desde 1986, quando foi iniciada a série histórica da pesquisa.

O secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, afirma que os números são animadores e refletem, em parte, o momento de confiança do setor produtivo nas políticas criadas pelo Governo Beto Richa. “Voltamos a ser parceiros da iniciativa privada. Há segurança jurídica, respeito aos contratos e o suporte do Estado para incentivar empreendimentos que gerem emprego e renda”.

Em cerca de dois anos, o programa Paraná Competitivo atraiu ao Estado cerca de R$ 20 bilhões em novos investimentos e gerou 120 mil empregos em todas as regiões. “Com a consolidação e o início de operação desses empreendimentos acredito que teremos números ainda melhores nos próximos anos”, prevê Barros.

De acordo a Fiep, o resultado positivo das vendas industriais em 2012 foi possível mesmo com a queda, típica para essa época do ano, de -9,47% nas vendas em dezembro, em comparação com novembro. No último mês do ano, 16 dos 18 gêneros pesquisados pela Fiep tiveram desempenho negativo.

As reduções atingiram inclusive dois dos três setores de maior participação relativa no faturamento da indústria paranaense: ‘Alimentos e Bebidas’ (-10,27%) e ‘Veículos Automotores’ (-8,27%). Juntos com o setor de ‘Petróleo e Produção de Álcool’ – que cresceu 6,11% em dezembro –, esses gêneros representam cerca de três quartos do peso médio na composição das vendas do Estado.

No acumulado do ano, a Federação aponta crescimento nas vendas de 12 dos 18 gêneros analisados. Os itens que mais se destacaram em 2012 foram ‘Material Eletrônico e de Comunicações’ (+22,84%), ‘Têxteis’ (+20,54%) e ‘Vestuário’ (+18,29%). Além disso, o setor de ‘Veículos Automotores’, com aumento de 15,96% em suas vendas no ano, foi o que teve maior contribuição proporcional para o desempenho positivo acumulado no ano por toda a indústria paranaense. Por outro lado, os gêneros com maiores decréscimos foram ‘Edição e Impressão’ (-23,44%), ‘Metalúrgica Básica’ (-17,28%) e ‘Móveis e Indústrias Diversas” (-15,68%).

Com o resultado positivo de 2012, a indústria paranaense acumula três anos consecutivos de crescimento. Esse ritmo de expansão das vendas foi registrado anteriormente em outros dois períodos da série histórica da Fiep: entre 1999 e 2001 e entre 2005 e 2007. Em apenas um período, entre 1992 e 1997, registrou-se um crescimento consecutivo superior a três anos.

“Esses resultados mostram que a indústria do Paraná, apesar de todas as dificuldades que encontra, continua com um crescimento consistente e contribuindo de maneira significativa para o desenvolvimento econômico e social do Estado”, afirma o presidente da Fiep, Edson Campagnolo.