CIDADE DO VATICANO (Reuters)

Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano. 21/10/2015 REUTERS/Alessandro Bianchi

Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano. 21/10/2015 REUTERS/Alessandro Bianchi

O Vaticano negou nesta quarta-feira (21) uma reportagem publicada na mídia italiana que afirma que o papa Francisco tem um tumor benigno no cérebro.

“A circulação de uma notícia completamente infundada sobre a saúde do Santo Padre por um jornal italiano é gravemente irresponsável e não merece atenção”, disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, em comunicado.

“Além disso, como é claramente evidente, o papa continua sua atividade bastante intensa de forma totalmente normal”, acrescentou.

Posteriormente, Francisco realizou sua audiência geral semanal diante de dezenas de milhares de pessoas na Praça de São Pedro, e estava previsto que voltaria a participar de um encontro de três semanas com bispos católicos do mundo todo, ao qual ele tem comparecido diariamente.

O jornal Quotidiano Nazionale, de circulação nacional e com sede na região central da Itália, publicou em sua capa nesta quarta-feira que o papa, de 78 anos, havia sido levado secretamente de helicóptero a uma pequena cidade da Toscana “algum tempo atrás” para consulta com uma médico japonês.

Segundo o jornal, o pontífice argentino foi diagnosticado com “uma pequena mancha negra no cérebro”, que seria curável.

(Reportagem de Philip Pullella)