Da Redação

tarifa

Validador mostra apenas valor de R$ 3,30 (Foto: Bruno Henrique – Banda B)

Um problema foi registrado em várias estações tubo de Curitiba na manhã desta sexta-feira (6), primeiro dia com a nova tarifa de R$ 3,30 no dinheiro e R$ 3,15 no cartão. Alguns validadores das passagens indicavam apenas o valor de R$ 3,30, mesmo para aqueles que compraram créditos no cartão- transporte ao valor de R$ 2,85. A Urbanização de Curitiba (URBS) garante que o problema é pontual e que o valor descontado será de R$ 2,85*. Técnicos estão trabalhando para resolver o problema, informa a URBS.

A Banda B esteve na manhã de hoje nas principais estações da região central de Curitiba. Muitos usuários tinham duvida com relação ao valor do desconto da tarifa. “Aqui está escrito R$ 3,30, mas eles garantiram que até março vale R$ 2,85 para quem carregou antes da nova tarifa. Espero que cumpram e não prejudiquem a gente de novo”, disse o alfaiate Marcos Roberto.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba que garantiu que o problema é apenas de visualização. A orientação é ligar a0 156 e informar a URBS em quais estações o problema foi verificado. Além disso, a URBS orienta que o usuário, em caso de dúvida, ligue no 156 ou acesse seus extrato de crédito no site do órgão (www.urbs.curitiba.pr.gov.br) e confirme o desconto de apenas R$ 2,85.

* É importante ressaltar que o desconto será de R$ 2,85 até o dia 5 de março apenas para aqueles que abasteceram o cartã-transporte até a meia-noite desta quinta-feira (5). Quem abastecer depois terá descontado o valor de R$ 3,15 no cartão.

Veja a nota da URBS, na íntegra:

“A Urbs informa aos usuários do transporte coletivo que o problema registrado em validadores do cartão transporte em ônibus, estações e terminais é apenas na visualização do valor da tarifa e não no valor realmente descontado do cartão. O problema foi detectado já na madrugada e os técnicos estão trabalhando no sistema para alterar o mostrador para os diferentes valores vigentes a partir de hoje.

O valor real que está sendo descontado do cartão pode ser verificado pelo próprio usuário no mesmo validador, apenas conferindo o saldo. Por exemplo, se o cidadão tiver um saldo anterior de R$ 10,00, ao passar na catraca, o validador vai mostrar a tarifa real de R$ 3,30, mas o saldo restante será de R$ 7,15, comprovando que a tarifa cobrada foi de R$ 2,85. Se tivesse sido cobrado R$ 3,30, o saldo seria de R$ 6,70.

Mesmo assim, além da possibilidade de conferir a tarifa pelo saldo, é possível pedir um extrato da movimentação do cartão. Isso pode ser feito nos postos de atendimento da Urbs na Rodoviária e em Ruas da Cidadania, onde o extrato é impresso e entregue na hora; ou pelo 156. Ainda neste mês de fevereiro, o extrato será disponibilizado para o usuário pela internet.

A Urbs reafirma que os valores que estão sendo descontados do cartão transporte são os determinados pelo decreto que fixa a nova tarifa e pelo decreto que regulamenta o cartão transporte ou seja, R$ 2,85 até o próximo dia 6 de março para saldo existente no cartão transporte até a zero hora desta sexta-feira; e tarifa com desconto (R$3,15) para quem carregar o cartão transporte a partir de hoje”, encerra a nota.