A Universidade Estadual do Paraná (Unespar), instituição do Governo do Estado, obteve a aprovação de 11 projetos junto ao programa Universidade Sem Fronteiras, somando investimentos de cerca de R$ 1,20 milhão. Os projetos, apresentados por seis campi da instituição, vão desenvolver trabalhos de extensão universitária de apoio à saúde, cultura, apoio à agricultura familiar e agroecologia.

O critério para aprovação dos projetos é privilegiar a atuação em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e em bolsões de pobreza das periferias das cidades paranaenses. Cada projeto receberá até R$ 114 mil para subsidiar bolsas e financiar as atividades.

Para o reitor da Unespar, professor Antonio Carlos Aleixo, é importante a participação da universidade nos programas de desenvolvimento do ensino e da pesquisa, por meio da extensão. “O programa possibilita que saiamos da universidade para ir até as comunidades, onde cumprimos nosso papel de auxiliar na transformação de muitas realidades”, avalia.

O programa Universidade Sem Fronteiras é desenvolvido pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. No edital com os resultados, constam 55 projetos de nove instituições de ensino públicas e privadas sem fins lucrativos.

PROJETOS – Os campi de Apucarana, Curitiba (FAP) e Paranaguá foram selecionado com um projeto cada: “Instrumentos técnicos profissionais para a gestão de empreendimentos rurais na microrregião de Apucarana-PR”, “Cinema na Escola” e “Projeto de amparo ao pescador”, respectivamente.

Em Campo Mourão serão desenvolvidos os projetos “Melhoria da saúde de agricultores familiares através da implantação de técnicas e gerenciamento ambiental nos estabelecimentos agrícolas”; “Unespar/Fecilcam diálogo com a educação básica: jovens ao encontro de caminhos profissionais” e “Metodologia Webquest no ensino da História”.

Os projetos do campus de Paranavaí são “Programa de atendimento à comunidade: iniciação em esportes e cidadania” e “O desenvolvimento de conceitos literários no processo de alfabetização”.

Já em União da Vitória foram selecionados “Desenvolvimento da apicultura orgânica em municípios pertencentes às regiões geográficas sudeste e centro-sul do Estado do Paraná”; “Botânica, a ciência do dia-a-dia: atividades práticas como mecanismo de formação e aprendizagem em Ciências e Biologia” e “Capacitação e formação contínua de professores de Ciências e Biologia pertencentes ao Núcleo Regional de Educação de União da Vitória – PR”.