SMCS
A US Camargo é a primeira de nove que terão o horário estendido

A Unidade de Saúde Camargo, no Cajuru, terá mudanças no atendimento a partir de hoje (08), quando passará a ficar aberta até as 22 horas e a atender na Estratégia Saúde da Família (ESF). Serão seis equipes ESF, que têm a missão de desenvolver ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e na manutenção da saúde desta comunidade.

A US Camargo é a primeira de nove que terão o horário estendido. Até o fim de maio, também passarão a atender até as 22horas as unidades Bairro Alto, Bairro Novo, Eucaliptos, Oswaldo Cruz, Nossa Senhora da Luz, Ouvidor Pardinho, Concórdia e Vila Guaíra.

No período noturno, a US Camargo contará com pelo menos dois médicos, três enfermeiros, além de outros profissionais da equipe de saúde. A unidade é referência para um público de aproximadamente 23 mil pessoas, distribuídas no bairro Jardim das Américas – onde predominam os atendimentos à população idosa – e no Cajuru – no qual a maioria dos atendimentos é voltada para crianças e gestantes.

Com a implantação da Saúde da Família, cada equipe multiprofissional – formada por médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e agente comunitário de saúde – fica responsável pelo acompanhamento de um determinado número de famílias, visando à facilitação do acesso dessas pessoas ao sistema de saúde e também ao fortalecimento do vínculo com a população.

Serviços

A ampliação do horário vai facilitar o atendimento principalmente aos trabalhadores, que poderão realizar consultas e outros procedimentos depois das 19 horas. “Essa população precisa de atendimento médico e nem sempre consegue alterar o horário de trabalho para ir a uma consulta. Agora, em vez de recorrer às unidades de atendimento 24 horas, vai poder ir ao médico com horário programado e todas as vantagens que esse tipo de serviço oferece”, explica o diretor do Departamento de Atenção Primária à Saúde da Secretaria Municipal da Saúde, Paulo Poli Neto.

Além de consultas médicas pré-agendadas, os usuários também poderão realizar consultas que não estavam programadas, conforme a necessidade, além de vacinas, curativos, consultas de enfermagem, entre outros procedimentos.

O secretário municipal de Saúde, Adriano Massuda, lembra que os novos investimentos para ampliar a rede de atenção primária à saúde fazem parte do plano de governo, que tem como meta dobrar a cobertura da estratégia Saúde da Família em Curitiba. Até o final do mês de maio, serão implantadas 44 novas equipes, chegando a uma cobertura de 47% da população.