Uma em cada oito cidades do Paraná sofre com epidemia de dengue segundo o novo informe da divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) nesta segunda-feira (1º). Ao todo, 52 dos 399 municípios do estado apresentam estado epidêmico.

Segundo a Sesa, desde agosto de 2012 até agora foram confirmados 17.175 casos da doença no Estado. Destes, 16.086 foram registrados em 2013. Cerca de 80% dos casos estão concentrados nos municípios que enfrentam situação de epidemia da doença neste ano.

Quanto à gravidade dos casos, 17.088 pacientes apresentaram a forma clássica da doença e 84 pacientes evoluíram para forma grave (40 pacientes tiveram febre hemorrágica de dengue e 47 tiveram dengue com complicação). Destes pacientes, 78 evoluíram para a cura e nove morreram.

A Secretaria da Saúde ainda investiga quatro mortes suspeitas. Mais informações serão divulgadas após investigação clínica e confirmação laboratorial.

Mobilização

O superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, enfatiza que dos 52 municípios epidêmicos, 25% tinham altos índices de pendências (ou seja, não vistoriavam imóveis fechados); 35% tinham problemas com lixo acumulado; 46% apresentavam problemas com recursos humanos (contratação de agentes de endemias) e 69% não tinham comitê de mobilização da população.

“Este levantamento indica que os municípios não estavam preparados para enfrentar a dengue, apesar de todo o acompanhamento feito pelo Estado”, explica.

Segundo o novo informe, os municípios de Tapira, Lidianópolis, Capanema, Pérola, Francisco Alves e Porecatu atingiram o índice epidêmico nesta semana. O monitoramento realizado no final de 2012 pelas regionais da saúde apontou que todos os municípios que entraram em situação epidêmica têm problemas em questões como o número de agentes de endemias e dificuldades de mobilização da população.

Os municípios com maior número de casos notificados são Paranavaí (8.943), Campo Mourão (3.858) e Londrina (3.115). Os municípios com maior número de casos confirmados são Paranavaí (5.487), Peabiru (1.759) e Campo Mourão (905). O informe está disponível no site da Secretaria Estadual da Saúde.