Por Elizangela Jubanski e Djalma Malaquias

Velório e enterro foi aberto à população. Foto: O Repórter

O Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) afirmou que uma das linhas de investigação sobre a morte do prefeito eleito de Piên, na região metropolitana de Curitiba, Loir Dreveck (PMDB), é de crime político. A declaração foi dada à Banda B na manhã desta segunda-feira (19), um dia após o sepultamento do político no cemitério municipal da cidade.

Prefeito eleito morreu após ser atingido com dois tiros – Reprodução

O delegado-chefe Rodrigo Brown disse que as investigações estão sendo mantidas sob sigilo. “Desde quando esse crime bárbaro aconteceu, o COPE está dando apoio para a delegacia local nas investigações. Por enquanto, não podemos revelar muito, mas estamos trabalhando firmemente nesse caso, que possivelmente pode ter envolvimento político, tendo em vista que a vítima era prefeita eleita do município”, contou, em entrevista à Banda B.

Segundo ele, nenhuma informação por enquanto pode ser revelada, mas que, nas próximas semanas, poderão ter novos detalhes. “Todas as linhas estão sendo analisadas, parte pessoal, financeira e política, nada foi descartado, mas estamos trabalhando firmemente para chegar na elucidação do caso, o mais breve possível”, concluiu.

O corpo do prefeito eleito foi sepultado sob forte comoção da população da cidade, que fez uma caminhada após o sepultamento do futuro prefeito, pedindo paz e justiça. Loir não resistiu aos ferimentos ocasionados por disparo de arma de fogo e faleceu na tarde de ontem (17) no Hospital e Maternidade Sagrada Família, em São Bento do Sul (SC).

Notícias relacionadas:

Moradores de Piên lotam cemitério para sepultamento de prefeito eleito e fazem caminhada pedindo justiça

Prefeito eleito da RMC é baleado dentro do carro em rodovia; esposa e filha testemunharam tudo