Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

biarti1

Passageiros se desesperaram ao ver muita fumaça. Foto: JC/Banda B

A turbina de um biarticulado da linha Santa Cândida/Capão Raso estourou enquanto o veículo trafegava pela Avenida Sete de Setembro, no bairro Batel, em Curitiba. Por causa do barulho e da fumaça, passageiros entraram em pânico e pularam a janela. Dois tiveram ferimentos leves e foram socorridos no local por uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), do Corpo de Bombeiros. A canaleta ficou parcialmente bloqueada, mas não interferiu no fluxo dos ônibus.

biarti2

Parte da janela destruída. Foto: JC/Banda B

O incidente aconteceu por volta das 20 horas. O biarticulado, sentido bairro, estava próximo ao Shopping Curitiba quando uma das turbinas estourou. O barulho foi alto e, logo depois, muita fumaça invadiu o coletivo. Com medo de incêndio, passageiros quebraram a janela e começaram a pular para fora.

O passageiro Miguel Antônio Amaral estava dentro do ônibus e foi um dos que se jogaram pela janela. “Eu pulei pela janela, ralei minha mão na hora de cair. Foi um pânico, na real, porque a gente estava com medo de incêndio grave, que explodisse, pegar fogo, alguma coisa assim”, descreveu.

Uma mulher também se feriu na confusão e foi socorrida pelo Siate. “Os dois têm ferimentos leves, mais por causa dos estilhaços dos vidros, alguns cortes, mas superficiais. Eles não querem ser encaminhados, mesmo com toda nossa orientação e, como são vítimas leves, não podemos obrigá-los”, relatou o cabo Cordeiro.

Além de curativos, os passageiros feridos receberam orientações e assinaram um termo de dispensa de encaminhamento ao hospital. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas nada chegou a pegar fogo no coletivo. A maioria dos passageiros caminhou até uma estação-tubo próxima para aguardar outra linha.

Resposta

Procurada pela Banda B, a Urbs informou que o ônibus biarticulado da linha Santa Cândida/Capão Raso envolvido no incidente passará por uma vistoria e revisão. A ocorrência foi atendida pela equipe de fiscalização da Urbs e todo atendimento médico foi prestado aos passageiros que entraram em pânico por conta fumaça produzida pela queima da turbina.