Polícia Civil

Documentos e procurações falsas foram apreendidos pela Polícia Civil. Foto: Divulgação PC

Três pessoas envolvidas em fraudes imobiliárias, foram presas na tarde de quinta-feira (22), pela Delegacia de Estelionato (DE) de Curitiba. Os suspeitos foram flagrados pela equipe policial dentro de um cartório no bairro Uberaba, no momento em que tentavam formular uma procuração pública para vender um imóvel que não lhes pertencia.

Itunes de Souza Vieira, 62 anos e Gislaine de Meira Moura dos Santos, 34 anos, estavam aplicando o golpe, enquanto seu comparsa Fábio Revelin Alves, 22 anos, ficava do lado de fora do cartório dando cobertura à dupla. A polícia chegou até o local depois que recebeu informações sobre os suspeitos.

No momento da prisão, diversos documentos falsos foram apreendidos com os envolvidos. Conforme explica o delegado-titular da DE, Wallace de Oliveira Brito, o trio utilizava o nome de terceiros com documentos falsos, para fazer uma procuração onde os suspeitos passavam os imóveis das vítimas para uma outra pessoa também participante da quadrilha, sendo sim, posteriormente essa pessoa obtinha um documento falso para vender esses imóveis com um preço bem abaixo do mercado.

“Além da quadrilha cometer essa fraude imobiliária, nós temos a informação de que o bando é suspeito de vender um terreno situado na Vila Lindóia, avaliado em torno de R$ 250 mil. O verdadeiro proprietário do imóvel mora na Bahia e nem tinha ciência de que foi vítima da quadrilha”, conta.

Os suspeitos responderão pelos crimes de falsificação de documento público, estelionato e associação criminosa. Todos aguardam presos à disposição da Justiça.