A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) se uniram para desenvolver parcerias na área de inovação para repassar conhecimento e tecnologia para empresas da região. A primeira realização será a transferência de uma patente desenvolvida na universidade para a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos com a qual detentos vão trabalhar na transformação de resíduos orgânicos domésticos em adubo.

A secretaria vai instalar biodigestores para a reciclagem do lixo na Penitenciária Estadual de Ponta Grossa e no Presídio Hildebrando de Souza, também localizado no município. De acordo com o diretor da Agência de Inovação e Propriedade Intelectual (Agipi) da UEPG, João Irineu de Rezende Miranda, trata-se de projeto de alcance social e ambiental.

Inicialmente, será feito o tratamento de resíduos orgânicos gerados nos próprias unidades prisionais e nos refeitórios de empresas do parque industrial de Ponta Grossa. A terra vegetal resultante do processo de compostagem poderá ser utilizada na adubação das hortas e jardinagem do presídio, da penitenciária e também das empresas parceiras, que deverão dar apoio logístico ao projeto, como o transporte e acondicionamento dos resíduos e do composto gerado. O excedente poderá ser comercializado.

A patente que será transferida resulta de estudos desenvolvidos no programa de mestrado em Química Aplicada da UEPG, tendo como autores Roland Roney Resseti, Antônio Barbosa Pereira e Célio Luís Franco de Almeida, sob a orientação do professor Sandro Xavier de Campos.

“A transação será feita sem qualquer ônus para a Secretaria da Justiça, visando a reinserção dos presos no mercado de trabalho, além de contribuir para o problema da destinação correta de resíduos orgânicos”, explica o diretor da Agipi. Outras empresas e entidades também deverão se integrar a essa ação

Participaram da reunião que decidiu pela transferência da tecnologia o presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), Sérgio Leopoldo; o diretor da Penitenciária Estadual de Ponta Grossa, Luiz Francisco Silveira; o diretor do presídio, Bruno Popst; e o professor/pesquisador Sandro Xavier de Campos.