Da Redação

transexdentroBruna morreu após aplicar silicone nas nádegas (Foto: Reprodução)

A transexual Bruna Dutra, de 31 anos, morreu na noite da última terça-feira (4), em Curitiba, após fazer um implante de silicone nas nádegas, segundo o que disse a mãe dela, Maria Cordeiro, ao Portal G1. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML) e o velório acontecerá nesta quinta-feira (6) na Capela Vaticano, no bairro Bom Retiro.

Também ao G1, a mãe de Bruna contou que mora em Belém do Pará e veio a Curitiba visitar a filha, que estava em Curitiba há oito anos. “Eu dizia para ela que já estava bom, mas ela não me ouvia”, disse Maria, confirmando que a filha fez o implante sem avisá-la.

O corpo de Bruna veio ao IML do Hospital Instituto de Medicina e Cirurgia do Paraná, que não repassa informações sobre o caso. Um inquérito policial será realizado na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessopa (DHPP).