Do Portal Extra

Morto após ser baleado durante uma confusão entre torcedores do Botafogo e do Flamengo no entorno do Engenhão, no domingo, o botafoguense Diego Silva dos Santos, de 28 anos, já havia se envolvido em pelo menos um episódio de violência.

(Foto: Reprodução)

Em 2009, o torcedor foi uma das 14 pessoas que brigaram num confronto entre torcedores do Botafogo e do Fluminense, na Zona Oeste do Rio. Dois anos depois, o 18º Juizado Especial Criminal arquivou o caso, já que todos os envolvidos teriam cometido crime de lesões corporais recíprocas.

Diego era conhecido pelo apelido de Negão da Beth nas redes sociais. Em uma postagem, um amigo dizia que ele era “furioso” de coração, numa referência a torcida Fúria Jovem.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.