estadao_conteudo_cor-4

A polícia da Holanda prendeu um homem de 30 anos suspeito de preparar um ato terrorista depois de encontrar em sua casa um rifle Kalashnikov, dois clipes de munição e um desenho que caracteriza uma bandeira usada pelo grupo Estado Islâmico, informaram os promotores nesta sexta-feira.

O suspeito foi detido na quarta-feira por uma equipe especial da polícia na cidade portuária de Roterdã, a segunda maior cidade da Holanda, após uma investigação que foi desencadeada pelo Serviço Geral de Inteligência e Segurança dos Países Baixos, afirmaram os promotores. O homem foi preso antes de seu julgamento e deverá ficar na prisão por mais duas semanas.

Junto com as armas e a imagem da bandeira do grupo terrorista Estado Islâmico, as autoridades também descobriram em sua casa quatro caixas de explosivos, telefones celulares e 1.600 euros (US$ 1.687) em dinheiro.

Wim de Bruin, porta-voz do Ministério Público Nacional, disse que os investigadores não acham que outros suspeitos estejam ligados ao morador de Roterdã.

“Toda a investigação e informações dos serviços de inteligência foram ligadas a este único homem “, disse De Bruin em entrevista por telefone. “Mas eu não sei o que mais poderia sair desta investigação”, acrescentou.

A identidade do suspeito não foi divulgada, uma vez que era um cidadão holandês, disse Bruin. No mês passado, o serviço de inteligência holandês alertou que o país corria risco de ataques terroristas inspirados pelo grupo Estado Islâmico. O nível de ameaça no país está no nível quatro, em uma escala de até cinco

A prisão de quarta-feira não foi a primeira vez que um suspeito de terrorismo foi detido

em Roterdã. Em Março, um francês de 32 anos foi detido a pedido das autoridades francesas que suspeitavam que ele estava envolvido num complô terrorista. De Bruin disse que a operação de quarta-feira não teve nenhuma conexão a essa apreensão. Fonte: Associated Press