Por Luiz Henrique de Oliveira

Um homem suspeito de agredir a mulher de um sargento da Polícia Militar (PM), no último dia 7, no bairro Jardim Carmem, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, foi preso nesta semana pela Polícia Civil. O suspeito era morador próximo à casa da vítima e teria envolvimento com o tráfico de drogas da região.

“Nesse caso existe uma questão de luta entre o lado do bem da força e o lado mal da força. O suspeito de cometer esse crime brutal foi identificado e reconhecido pela mulher, que recebeu alta e está em casa. Estamos em processo para localizar outros suspeitos e vamos buscar alguns elementos que consigam comprovar a participação deles”, descreveu à Banda B o delegado Michel Carvalho, de São José dos Pinhais.

No dia do crime, o agressor usou o celular da vítima para mandar mensagem ao policial com a seguinte frase: “Deixe de ser cagueta”. Além disso, o bandido também escreveu ‘cagueta’ na barriga da mulher. “Essa situação denota um pouco mais de atenção por conta da tortura a qual foi submetida a mulher do policial”, concluiu.

O suspeito está detido na carceragem da Delegacia de São José dos Pinhais. O nome dele será divulgado na tarde de hoje.

Notícia Relacionada:

Mulher de PM é agredida e bandidos mandam mensagem para sargento: “Deixe de ser cagueta”