A Polícia Militar do Paraná realizou, na manhã deste domingo (21), a solenidade cívico-militar alusiva ao dia do Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, patrono das polícias Militar e Civil.

O evento, que ocorreu na Praça Tiradentes, no centro de Curitiba, teve a participação do secretário estadual da Segurança Pública, Cid Vasques; do subcomandante-geral da Polícia Militar, coronel José Vilmar Becker, representando o comandante-geral da PM, coronel Roberson Luiz Bondaruk; do delegado-adjunto da Polícia Civil, Francisco José Batista da Costa, representando o delegado-geral, Marcus Vinícius da Costa Michelotto, além de outras autoridades civis, militares e a comunidade.

Vasques, que representou o governador Beto Richa, lembrou da importância desta data tão especial para as polícias. “Serve para enaltecer o policial com motivação, para que sinta a presença marcante do Estado na sua vida, e que veja em Tiradentes o exemplo de heroísmo e de trabalho. É uma maneira de nós resgatarmos o que temos de mais valoroso na história”, falou.

O coronel José Vilmar Becker fez referência à Tiradentes como o responsável pela independência do Brasil. “Comemorar este dia é uma tradição que a Polícia Militar vem fazendo ao longo dos anos, homenageando o patrono cívico da nação brasileira, por todo o conjunto da sua obra, propagada até os dias de hoje em função de seu sacrifício. Devemos a independência do Brasil à luta e ao esforço de Tiradentes”, afirmou.

A Polícia Civil do Paraná também homenageou Tiradentes. “Esta data tem um significado especial para todos nós, brasileiros, e para as polícias Militar e Civil ainda mais, em função do decreto n.º 9.208 de 1946, que estabelece Tiradentes como o patrono das polícias civis e militares do Brasil, sendo um dos primeiros a propiciar o movimento para a luta pela independência da sociedade brasileira”, diz Valdir de Córdoba Bicudo, investigador-chefe da Assessoria de Relações com a Comunidade da Polícia Civil.

Em homenagem, policiais depositaram uma coroa de flores aos pés da estátua de Tiradentes e realizaram o desfile militar. Além de Curitiba, foram realizadas cerimônias similares em todas as unidades da Polícia Militar no Estado.